O Castelo de Pompadour onde esta o Haras Nacional de Pompadour na França, berço da raça Anglo Árabe.
17
12
2015

O Anglo-Árabe é o cruzamento das duas raças mais valorizadas do mundo:
o Puro-Sangue Árabe e o Puro-Sangue Inglês, sendo que o próprio PSInglês originou-se de cavalos Árabes levados para a Inglaterra entre os anos 1600 e 1700.
Estes cavalos foram produzidos pela primeira vez na França em 1836, sob o controle do Serviço Nacional de Garanhões. Éguas Puro-Sangue Inglesas, importadas em meados do século 18, foram cruzadas com Garanhões Árabes deixados no país após a expulsão dos muçulmanos da Europa.
Através de um programa de criação cientificamente planejado pelo Haras Pompadour em 1833 e seu êxito foi tão espetacular que até hoje é considerado em genética equina, o maior sucesso já obtido no cruzamento de duas raças puras.
A idéia central era unir a coragem, resistência e habilidades naturais do Árabe, à velocidade e aptidão atlética do PSI, obtendo um cavalo de sela de bom temperamento, para a prática de qualquer esporte hípico.
Hoje a França já se encontra na décima geração de cavalos Anglo-Árabes e durante esse tempo viu surgir exemplares magníficos como Prisma, que dominou as corridas inglesas em 1890; Denouste que se destacou em competições militares na década de 20 e fundou uma consistente linhagem de reprodutores AA; o brilhante Hapargon ganhador de medalhas olímpicas em 1948 e 1952; e mais recentemente Grand Coeur A, Ipso Facto, Jumper J da equipe francesa de hipismo olímpico e Eusorcelence e Djerk medalha de ouro em Concurso Completo de Equitação.