Campeão Nacional Cruza Árabe 2014.
17
12
2015

O fato comprovado de que o Cavalo Árabe participou direta ou indiretamente da formação de todas as raças equinas modernas é mais que suficiente para os criadores, em todo o mundo, valorizarem o acasalamento de garanhões Árabes com qualquer égua seja de raça definida ou indefinida, através do Registro regular desses animais que no Brasil recebe a denominação Cruza-Árabe.

Por seu milenar poder genético, selecionado sempre visando um cavalo ideal para montaria, o garanhão Árabe por suas aptidões, principalmente a inteligência, resistência e versatilidade, é utilizado em muitos lugares do mundo como regenerador de tropas de trabalho e aperfeiçoador de cavalos de esportes e lazer.

O Registro de um Cruza-Árabe é permitido quando ele tiver comprovadamente no mínimo 25% de sangue Árabe.