8
8
2018

37ª EXPOSIÇÃO NACIONAL DO CAVALO ÁRABE REÚNE OS MELHORES EXEMPLARES DA RAÇA E PREMIA CRIADORES EM MAIS UM ANO


Campeonatos e atrações especiais tomaram conta do Helvetia Riding Center entre os dias 18 a 22 de julho, em Indaiatuba (SP)

No mês de julho, Indaiatuba foi palco da 37ª Exposição Nacional do Cavalo Árabe, uma das maiores festas da criação equestre brasileira. Durante cinco dias, o Helvetia Riding Center sediou o evento que reuniu criadores, expositores, apresentadores e principalmente apaixonados por cavalos.

Organizada pela ABCCA | Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Árabe, a Exposição contou com uma estrutura montada especialmente para a edição deste ano, que aconteceu em pista aberta. Foram cerca de 320 cavalos do mais puro sangue árabe, competindo em variadas modalidades como: Halter, Performance, Copa Brasil, Salto, Prova em Liberdade, Copa Nacional de Rédeas, Copa Nacional de Cross Country, Copa ANCAF de 3 Tambores e Copa Nacional de 6 balizas. Tudo isso sob julgamento dos conceituados juízes norte-americanos Johnny Downing e David Boggs, da alemã Claudia Darius, do argentino Jorge Concaro e do brasileiro Flavio Regis Wanderley. Além disso, durante o quinto dia de evento, aconteceu a 33ª edição da Exposição Nacional do Anglo-Árabe, com oito campeonatos da raça sob julgamento do Dr. Paulo César Zandavalli.

Quem se consagrou o grande Campeão Cavalo Ouro de 2018, foi o LLC Fasario, criado por Claire e Margaret Larson e de propriedade de Luciana Fasano, da Fazenda Floresta. O Campeão Cavalo Prata foi o Wandan El Madan, do criador e expositor Pedro Francisco do Amaral, do Haras El Madan. Já o Campeão Cavalo Bronze foi o AAS Elishahh, criado pela Golden Foxx Arabians LLC e também de propriedade de Luciana Fasano.

A categoria fêmea também foi repleta de emoção, coroando como Campeã Égua Ouro de 2018 a RFI Sophie Al Maktub, do criador e expositor Rodrigo Foz Forte, do Haras Santo Antonio da Bela Vista. A Campeã Égua Prata foi a AJ Kharena, criada por Hh Sheika Amna Bint Ammar B Hu e de propriedade do Haras Vila dos Pinheiros, enquanto a Campeã Égua Bronze dessa edição foi a Rywanna, criada por Luiz Alvaro Moreira Rocco e de propriedade do Haras Dharam.

Um dos destaques da Exposição desse ano foi a presença em peso de estrangeiros, o que reforça o alto nível de qualidade dos cavalos árabes criados no Brasil. Prestigiaram o evento Khalid Alsayed, do Alsayed Stud (Arábia Saudita); Robert e Dixie North, da North Arabians (EUA); Mohammad Hijazi, do Al Kaiser (Uruguai); Cindy McGown, da Royal Arabians (EUA); Mohammed Sheikh Suliman, do AL Sheikh Stud (Israel) e também o francês Raphael Curti, do Privilege Arabian, representando Ahmed El Talawy, do Al BaydaA Stud (Egito). Criadores da América Latina vindos de países como Argentina, Uruguai, Chile, Colômbia e México também vieram ao Brasil especialmente para participar da Nacional 2018.

As Nacionais são, ano após ano, sinônimo de clima alegre e festivo em um ambiente totalmente familiar. É nela que se faz uma verdadeira reunião de gerações e tradições com o único objetivo de celebrar e coroar não apenas as criações, mas todos os trabalhos envolvidos nesse processo.

Enquanto o evento acontecia no Helvetia Riding Center, o Jockey Club de São Paulo sediou uma das atrações da 37ª Exposição Nacional: a Corrida de Cavalos Árabes. Foram dois páreos: o Clássico Nacional do Cavalo Árabe, que consistia em corrida de 1.400 metros para cavalos de 3 anos ou mais, premiou o cavalo Marei Rach, de Paulo Jamil Saliba e criado pelo Rach Stud; e o Clássico Arabian Ladies, com corrida de 1.000 metros para éguas de 3 anos ou mais, em que o primeiro lugar foi da égua Zells Zenyatta, de Rodrigo Schulze e de Almir Ribeiro, criada pelo The Living Trust Of Rn Na. As corridas de cavalos árabes foram reativadas recentemente, em 2013, visando promover e consolidar a raça em mais esta modalidade no Brasil, a exemplo do que já ocorre no resto do mundo.


A Exposição contou ainda com os Brazilian Farms Tour programados para os dias seguintes aos campeonatos, quando os haras Vila dos Pinheiros, Cruzeiro, Al Hosçan e Vale Formoso, sediados na região se prepararam para recepcionar os visitantes, apresentando seus melhores cavalos. Essa atração inédita por aqui, criou uma oportunidade única para os interessados conhecerem de perto a criação da raça no Brasil.

No ranking final do ano, o Haras JM, de José Alves Filho, atual Vice-Presidente de Fomento da ABCCA, ganhou o prêmio de Melhor Criador e Expositor da Copa Brasil de Criadores, enquanto o Haras Vila dos Pinheiros, de Jaime Pinheiro, foi premiado como Melhor Criador e Expositor de Halter e de Performance 2018.

As informações sobre os campeões e as classificações completas dos Campeonatos estão disponíveis para consulta no site oficial da ABCCA.